O exame de violação /estupro

O exame de violação /estupro serve  dois objetivos: primeiro para oferecer o melhor atendimento imediato para a/o sobrevivente, e, segundo para recolher provas que possam ser usadas para processar o crime.

Para a coleta de provas, um sobrevivente deve procurar tratamento de um hospital dentro de 120 horas de um assalto. Todos os hospitais de Massachusetts são capazes de fornecer um instrumento de coleta de provas, um kit de coleta deprovas/ evidências Sexual Assault Kit (SAECK), muitas vezes chamado de "kit de violação /estupro ". O exame de violação /estupro é o processo usado para recolher  a prova/evidência para o kit de violação /estupro.

O kit de violação /estupro

  • O Kit é uma caixa que contém todos os materiais necessários para recolher provas.
  • Cada Kit tem um número único atribuído a ele. Todas as evidências coletadas serão colocados em envelopes ou sacos e rotulados com este número. A/O sobrevivente receberá uma cópia deste número.
  • O Kit tem 16 etapas separadas para recolher provas. Há instruções detalhadas para cada etapa que o provedor deve seguir.
  • Todos os kits de violação /estupro são levados para o laboratório de crime, mas só são analisados ​​quando a/o sobrevivente fizer um relatório com a polícia.

O exame de violação /estupro

  • O sobrevivente está no controle do exame inteiro. Antes de cada etapa do Kit, o médico assistente deve explicar o passo e pedir a/o sobrevivente se elas/es querem continuar. Nada será feito sem a/o sobrevivente concordar.
  • Um exame de violação /estupro  geralmente é feito por um médico ou enfermeiro.
  • O exame pode levar várias horas para ser concluído. Durante o exame, o médico assistente deve permanecer com o Kit em todos os momentos.
  • O sobrevivente pode dar ao prestador médico de um relato verbal do assalto. Isto irá dizer ao médico assistente onde procurar evidências no corpo da/o sobrevivente.
  • Um exame físico pode ser realizado para avaliar, documentar e tratar lesões como hematomas, lacerações, e ossos quebrados.
  • O provedor médico pode coletar amostras da boca da/o sobrevivente, cavidades  vaginal e / ou anais, unhas, e outras partes do corpo que tocaram o autor durante o assalto.
  • O médico assistente deve perguntar ao sobrevivente se ele ou ela teve relações sexuais (de livre vontade) consensual com alguém nos últimos cinco dias que também possa ter deixado para trás ADN. Este passo ajuda a aplicação da lei determinar que  ADN foi deixado por um parceiro consensual e que ADN pertence ao autor.
  • Se há sinais de que a/o sobrevivente pode ter sido drogado, um kit de toxicologia poderá ser recolhido.
  • Vestuário e roupas podem ser coletados como prova/evidência durante o exame violação /estupro.

** Se você tiver outras dúvidas, entre em contato com um advogado na Linha de Informação Legal Forense 866-463-3799.

Boston Area Rape Crisis Center, Inc. (BARCC) © 2017 Tous droits réservés

This project was supported by Grant #2009-WF-AX-0014 awarded by the Violence Against Women Grants Office, Office of Justice Programs, U.S. Department of Justice to the Massachusetts Executive Office of Public Safety & Security Office of Grants & Research and subgranted to the Boston Area Rape Crisis Center. Points of view in this document are those of the author(s) and do not necessarily represent the official position or policies of the U.S. Department of Justice or the Massachusetts Executive Office of Public Safety Programs Division.


www.ebree.com